Decoração de Ambientes Infantis – Entre o Pinterest e a vida real

Certo dia li uma frase engraçada que dizia…

“Pinterest – fotos bonitas de coisas que você nunca vai conseguir fazer“.

Brincadeiras à parte, o Pinterest pode ser um tesouro de inspiração visual como também pode ser uma fonte de comparação inútil.

Colecionar essas inspirações é legal porque você consegue se conectar com estilo e gosto pessoal, sem ficar presa a definições genéricas na decoração como “sou moderna, sou clássica“.

Porém quando você decide que quer reproduzir na vida real o que salvou por lá é preciso ter cautela. A pesquisa de referências é importante, mas é mais objetiva quando você seleciona o que quer e delega isso para uma decoradora tomar conta.

Imagem: petiteinteriorco.com.au

pessoalmente gosto quando os clientes chegam até mim com pastinhas do Pinterest, é uma forma de se ter uma direção para montar um moodboard (para quem não conhece o conceito, se trata de um painel de composição de referências, como esse que fiz para uma brinquedoteca – https://www.instagram.com/p/Bn3aMJjnl02/).

Agora, quando é você que vai fazer tudo, mesmo que vá ter ajuda, essa parte pode ser bem estressante. Senta aí que eu explico.

Expectativa x Realidade:

Em primeiro lugar o Pinterest tem imagens de ambientes do mundo todo, de diferentes culturas, climas, e isso precisa ser levado em conta. Uma decoração de quarto infantil com tema escandinavo onde tudo é clarinho, tapete branquinho impecável, pode ser lindo num país frio em que a família não use sapatos em casa e não tenha o hábito de estar sempre com as janelas abertas, sujeito a tanta poeira como é aqui no Brasil.

O Pinterest também traz aquelas ideias faça-você-mesmo que num primeiro momento parecem incríveis. Se você está planejando um decor low budget em que vai fazer uma grande parte das coisas, escolha suas batalhas. O importante é saber o que você pode/consegue fazer, o que pode delegar ou até contratar alguém para fazer, para que não seja um processo desnecessariamente trabalhoso. Aceite que algumas coisas simplesmente não dão certo na prática.

Imagem: paulsvera.com

Outra questão é que nem sempre o que vemos numa foto linda é uma reprodução real do ambiente. Tem muita coisa envolvida para deixar uma foto bonita: ângulo, luz, cartela de cores, tratamento de imagem, filtros, texturas. Ou seja, existe uma infinidade de referências que você vai pinar que são apenas fotos lindas de coisas com grande possibilidade de não serem legais.

A dica aqui é: além de ficar atenta e analisar se aquilo realmente é legal ou se é a foto que é linda, pense em como aquilo se encaixaria na sua vida. Existem ideias que só vão funcionar em ambientes de grande metragem, pé direito alto, e por aí vai.

O importante é ter o pé no chão para não transformar um processo que DEVE SER DIVERTIDO numa coisa frustrante.

Related Posts

Leave a Reply